Novas armas contra o Câncer e a Diabetes

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou duas novas possibilidades de tratamento nesta segunda-feira (30/05).

A Temozolamida, segundo a bula do medicamento, tem indicação para combater o glioblastoma multiforme, astrocitoma anaplásico e melanoma maligno metastático em estágio avançado.

“Gliomas são tumores cerebrais primários provenientes da proliferação descontrolada de células gliais, representadas pelos astrócitos, oligodendrócitos e células ependimárias. O glioblastoma multiforme (GBM) assume notável importância ao representar pelo menos 80% dos gliomas de alto grau, ditos “malignos”, que incluem aqueles classificados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como grau III (Astrocitoma Anaplásico, Oligodendroglioma Anaplásico, Oligoastrocitoma Anaplásico) ou grau IV (Glioblastoma, GBM), sendo, dessa forma, o tumor primário mais comum do sistema nervoso central (SNC).”

Texto retirado do artigo intitulado:Glioblastoma multiforme em idosos: uma revisão sobre seu tratamento com ênfase na abordagem cirúrgica“, com autoria de Guilherme Lellis Badke, Alexandros Theodoros Panagopoulos, Guilherme Brasileiro de Aguiar e José Carlos Esteves Veiga (Arq Bras Neurocir 33(1): 45-51, 2014).

Foi aprovado também pela Agência o registro nacional do NESINA PIO (r) [benzoato de alogliptina + pioglitazona] na forma de comprimido. O medicamento será fabricado e distribuído pela Takeda Pharma.

Para saber um pouco mais sobre a alogliptina, recomendo a leitura deste artigo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.