– Introdução –

A Farmacologia é a ciência que estuda os fármacos e suas propriedades.”

Está é a principal idéia passada pela maioria dos livros de Farmacologia que nós utilizamos, porém para se obter êxito no estudo da mesma é necessário um conhecimento prévio de várias outras ciências puras como a Patologia, Fisiologia, Microbiologia, Imunologia, etc.

Segundo Schellack (2008, p. 18) a definição de Farmacologia é:

“O estudo científico das drogas, de onde elas vêm, sua natureza, sua composição química, a ação esperada, seus efeitos desejáveis e indesejáveis e seus usos.”

Partindo dos tópicos acima citados, podemos entender que a Farmacologia utiliza-se de várias outras ciências para estudar o seu foco: O fármaco.

A Farmacologia possui duas áreas de estudo basal para seu entendimento, as chamadas:Farmacocinética e Farmacodinâmica.

A Farmacocinética estuda os fenômenos da Absorção, Distribuição, Metabolismo e Excreção dos fármacos. Em outras palavras ela estuda o “caminho” traçado pelo fármaco ao longo do corpo humano, levando em consideração vários aspectos físicos e químicos, como por exemplo, a forma farmacêutica e a lipossolubilidade respectivamente.

A Farmacodinâmica já estuda como o medicamento vai interagir com o corpo humano para realizar a sua função, logo ela descreve o mecanismo de ação dos fármacos. Fica notório que para cada classe de fármacos a farmacodinâmica será bem particular.

Segundo Goodman & Gilman (1987) podemos definir estes termos de uma maneira bem simples e prática como: O que o organismo faz à droga (seria a Farmacocinética) e o que a droga faz ao organismo (seria a Farmacodinâmica).

É na junção destas duas ramificações que a Farmacologia constrói o seu alicerce e é em cima dele que os nossos estudos serão realizados.

Espero que este espaço virtual seja de bom proveito a você estudante ou profissional que procura mais uma fonte de conhecimento neste vasto mundo que é a Farmacologia.

Referências Bibliográficas:

  • Goodman SL, Gilman GA. As bases farmacológicas da terapêutica. 7ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara; 1987.
  • Schellack G. Farmacologia – Uma abordagem didática. São Paulo: Fundamento; 2008.

3 Comments on “– Introdução –”

  1. Francisco Quessongo disse:

    Gostei muito por ter calhado com esta página foi uma leitura proveitosa no que diz respeito à Farmacologia Clínica.
    Obrigado.

  2. Domingos António disse:

    Foi bonito ter lido esta página, foi interessante a explicação tão simples para melhor compreensão dos estudantes de farmácia.
    Sou licenciado em ciências farmacêuticas e tirei bom proveito.
    O meu muito obrigado.

  3. Alexander disse:

    Obrigado pelo conteudo, deixo meu insentivo! Continue Estudando e escrevendo. Parabens!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.